Aug 4, 2008

Um silêncio de fruto

Embora já faça quase dez anos de sua morte, somente agora consigo postar poemas referentes ao meu avô e à parte de minha infância que corri entre os não muito pomares de seu sítio. Estranho é que sua morte nunca realmente me exasperou. É só um silêncio, um silência de fruto, um silêncio de cão. Vai entender estas coisas de vida e morte e tudo que paira entre elas!

abarrotado

por todo o mês de junho
poemas pintavam de preto
algumas árvores
do sítio de meu avô

casca que rompe nos dedos
conteúdo disforme
caroço que alguns engolem
e outros não

esperávamos a época
madrugávamos
sujávamos por dentro e por fora
nossas horas de vigília

guardo contudo a tristeza
numa espécie de ressalva
:
a melhor jabuticaba
nunca sacia ninguém

10 comments:

apesardoceu said...

que beleza!

compulsão diária said...

Ahhhh, as jabuticabas poemas e dor de barriga rsr. Sítio de minha avó materna! Guto, que incrível. Os caroços, os primos e primas, as tias. Geléia? Licor? E as flores delas. Antes?! Eram umas 30 árvores lindas que floria. Jabuticabeira é nossa cerejeira. rsrs.
Obrigada pela delícia de lembrança. A morte fica mais leve, grande avô esse seu!

Guto Leite said...

Obrigado, caríssimos! Éverton, ótimo poeta recém descoberta, e Béa, mestra na prosa-poesia, querendo repartir-se. Meu avô era enorme, só sua morte mediu nove anos!
Arte sobretudo!

Mimi said...

Sabores de infância são inesquecíveis e tão diferentes dos mesmos sabores na atualidade.

Lembrei coisas boas, dos meus já idos avós agora.

beijo

FlaM said...

Puxa, que lindo, Guto!
bj, f

Mazinha said...

Tenho muita saudade dos meus dois velhinhos que se foram. Mas sei que aproveitei muito bem a compania deles enquanto pude.

Beijos!

Heyk Pimenta said...

puta que pariu!

que poemão rapaz.

Mas sabe, deve ter ajudado: tO ouvindo aqui o rolando boldrin: chapéu de paia. coisa linda.

aí vem com o poema das árvores em luto e tudo isso. essa tristeza de criança da jaboticaba que não se come. Enfim, coisa bonita.

ó, tô de volta. postando e tal. com série nova.

mudei o endereço do blog: http://heykpimenta.blogspot.com

vamos juntos.

recebi o sei livro.

o meu, mando quando a 1 reimpressão chegar da gráfica, o lazarento acabou. motivo de glória e de raiva, já que dinheiro mesmo, nada.

abração, meu amigo.

Guto Leite said...

Obrigado demais pelas boas críticas, queridos, pela catarse solidária dos sentimentos! Sigo me embolando de nós todos e agradeço muito por isso que me presenteiam.
Divido qualquer felicidade minha com os senhores... Muita arte!
p.s.: Dom Heyk, alterarei o link e seguirei nas leituras.

daniela said...

N sei se entendi, mas me deu vontade de ser jabuticaba =)

Guto Leite said...

sorriso