Mar 29, 2007

Piripaques

Ontem tive meu quase primeiro piripaque (palavra bonita de Minas, sim, todas as palavras vêm de Minas; mais as mais bonitas). Além dos choques no corpo que venho sentindo há uns dez dias, ontem minha pressão baixou no meio da tarde, tive algumas tonturas, um certo alheamento e a perda de sensação consciente, mas breve... tudo no meio do trabalho. Pra quem não me conhece pessoalmente, se existe leitor neste estado, devo afirmar que pouco me preocupo nestas coisas. Minha fé é verdadeira demais para me preocupar com a morte. Decido por continuar no meu ritmo até ter um piripaque (espécie de pipa formada com uma única vareta?) verídico. Se deste resultar algo mais grave, asseguro aos mais excitados, no sentido inglês da palavra, que já encontrei um programa na internet que postará meus poemas em ordem previamente acordada. Segundo meus cálculos, vocês terão mais quinze anos de postagens. Teriam mais, se o programa permitisse a inserção de arquivos de outras pastas. Espero que se contentem com a pasta de poemas...

Deixo um de Adília Lopes especialmente para a Dani:

"Podia ser muito feliz
Se não fosse muito infeliz"
(livro: Maria Cristina Martins, 1992)

2 comments:

Daniela said...

Ai Guto! O q tenho a dizer sobre esse poema... Surpreendente.
Primeiro o piripaque, dps mais de 15 anos de poemas e um raio de um programa, coisa bizarra de ficação cientifica, fiquei angustiada c a ideia de ler coisas suas, escritas há anos, sem tares aqui, e... a Dani sou eu??
Ah, eu tb dou choques. Na Spix, na minha vizinha de 10 anos (rende boas risadas, até ficarmos exaustas de tanto rir e levar choques), e dava no meu ex-namorado (e o imbecil ficava furioso, como se eu tivesse controle sobre minhas cargas).

Sabe o q é curioso? Um amigo meu, uma vez perguntou como era ser sempre triste. Acho q sou assim, feliz no meio da minha melancolia.

Tagg said...

piripaque é uma das palavras que classifico como "engraçadinhas". aquelas que denotam certa ironia mas que, como toda ironia, deixam o amargo do carvão no fundo da boca-garganta.

passam, passarão e vc passarinho.
bjos.