May 30, 2008

Polêmicos

A contrapelo, sou partidário do abraço. Não em tudo, obviamente, que ainda acredito na idéia individualizante do gênio romântico. Contudo, pode-se dizer, em linhas gerais, que defendo normalmente a convergência ante a divergência. Assim, motivado pela temática polêmica no blog de uma amiga recente, posto alguns poemas sobre certo tema polêmico. A forma? Sim, vão naquela forma própria de fazer poético que alguns gostam, muitos não gostam e eu me defendo. Apelo para o abraço! Análogo à maneira com que tratamos muitos de nossos escritores - na linha do é ruim, mas é nosso - por favor, tenham clemência com estes versos que muito querem dizer, além do que dizem efetivamente. Pra quem leu Umberto Eco (eco, eco, nunca resisto a fazer essa infâmia), pensem no conceito de obra aberta, aqui levado ao limite do polêmico. Espero as críticas... Ademais, divirtam-se, muita arte e ótima sexta-feira!

Francesinhas

as crianças pequenas falam francês
as pequenas francesas sont pequenos anjos


Gangorra

eles sentados
ela para cima
ele para baixo
depois gangorram
altos saltos-altos
até perderem
se pela mão do espaço

Negócio da China

os manuais femininos estão em Chinês
as chinesas não têm manuais chineses

8 comments:

FlaM said...

te abraço
minha língua meu francês te ensina
nem em cima
nem em baixo
te quero é dentro
te levo à china
preso no meu centro
envolto nesse abraço

KKKKKK
[e segue a polêmica.]
[Lindos teus poemas! Larga de ser bobo!]

compulsão diária said...

França e China na gangorra: ecos altos aos saltos.rsrs...abrea a obra, abre?
Olha só no que dá.
Ah, quero conversar sobre as minúcias. Quando, como, onde?
Parabéns, meu doce polêmico (pronto acabei de criar uma iguaria nova pra culinária das doceiras)
Beijo
Ah, arte pra todos!:)))

daniela said...

Hahaha! As crianças na frança falam francês, as da itália falam italiano, e são mais lindas do que as daqui por isso =P E as crianças americanas falam ingles melhor que eu. Uma desgraça!

Essa da gangorra n vou comentar. Pareceu meio sacanagem. Freud explica.

O melhor é a das mulheres, mas apesar de gostar, não concordo. Não há manual, pq não é possível escrever um bom manual sobre artes, oras!

Guilherme said...

Tirando a falsa modestia, que não cola mais... gostei do Hai-Kai, e, apesar de (no fundo ser triste) sua visão sobre o amor é sempre polêmica e controversa......!

FlaM said...

Pô, guto, tava brincando com vc!
Desculpa aí a licença moral e poética. Perco o amigo mas não perco a rima!
Não pude evitar, fui te lendo e veio vindo... e aí, se 'vem", não é mais meu, tinha que te entregar. Não resisto a um poema ou uma palhaçada, qdo junta os dois então! e esse veio quicando, caindo de maduro...
(foi vc, aliás, que resolveu trazer a polêmica para cá!)
KKKKKKK
bj, f

Guto Leite said...

Flávia, acha que fiquei bravo? Adorei os versos! Sou totalmente adepto da despretensão profunda... Às demais críticas, o que se há de dizer, além de agradecimento? É desmedido o valor de poder causar algo, o que quer que seja, no espírito dos ouvintes!
p.s.: o tom apressado é que hoje, sábado, faço especialização e estudo o dia todo, mas volto, para falar, sempre volto, preciso... escrever, preciso...

FlaM said...

Sei lá né Guto, de repente a pessoa leva a mal... como vc não havia dito nada, fiquei mei sem graça. Passou!
bj,f

FlaM said...

pô guto, de novo! Tava começando a escrever a resposta lá e chegou o email do seu novo comentário cobrando a resposta! estamos (ou estávamos on line). claro que pode adicionar. E se vc quiser, no meu perfil tem o meu email, que é tb o msn. Obrigada pela acolhida e pelas palavras gentis. bj, f