May 25, 2008

Chico, Altman e inutilidades

Às vezes os eventos ocorrem de maneira peculiar. Estou num esforço tremendo para conseguir harmonizar minhas próprias canções - sim, as músicas lá no site são no velho estilo cabeça / fita k7 - e hoje eu estava justamente fazendo a harmonia de uma balada bem pop quando começou a passar "Benjamin", filme baseado na obra homônima de Chico Buarque. Não que eu seja purista a ponto de descartar produção pop ou qualquer outra faceta da cultura popular, mas senti certo constrangimento desconfortante. Não sei, eu ali usando lá maior com sétima... Aos poucos, a precariedade do filme me deixou mais à vontade e consegui terminar minha primeira harmonia sozinho, sem sentir o peso de "Construção", "Deus lhe pague", "Flor da idade" etc. Eventualmente, esta pode ser uma grande notícia! Mas creio que não. Bom, vou fazer algo de útil e assistir a M.A.S.H. (Altman), que começa. Se não viram, vejam! Muita arte a todos nesta semana. Desculpem a postagem imitando a estrutura formal do cineasta.

p.s.: amanhã dou minha primeira entrevista gravada sobre arte, por favor, torçam por mim. Sou muito menos interessante pessoalmente.

2 comments:

Má said...

Ah eu acho você muito mais interessante pessoalmente...
uuuhhhhhh....!!!!!!! hahaha
Saudades, florrr..
Bjocaa

daniela said...

Guto!!! Como correu? Dá pra ouvir em algum lugar?