Mar 21, 2008

Ladainha...

Um caro recurso à modernidade, que não canso de utilizar nos meus escritos, é a sugestão. Claro que se formos verdadeiramente cuidadosos podemos encontrar em Gôngora, por exemplo, metáforas tão sugestivas que estremeceriam o reducionismo conceitual de qualquer teórico de respeito. Entretanto, não é a essa sugestão que me refiro. Refiro-me à possibilidade (que ganha corpo no Simbolismo) de desenvolver no e pelo poema duas ou mais realidades suficientemente acabadas e distintas, confiando o caminho interpretativo às sensações do leitor no momento de leitura. A tão dita ligação com a música, ensinada com desleixo nas escolas, vem da possiblidade do som ter essa qualidade particular de soar diferentemente a cada indivíduo, enquanto a palavra necessitaria da mediação do poeta. Ladainhas!


Carolinas

nunca nenhum artista
foi capaz
de dar contorno às formas femininas

mona lisa por exemplo bovary
carolinas

invariavelmente
nos desenhos menos vagos
há mais sugestão de traço
do que traço

errando o que se movimenta
sempre

1 comment:

isaac said...

eh meu caro, mas ai creio que a questao se centra nas mulheres, e nao na (pouca?) competencia dos que se aventuram a um retrato artistico.
porque elas sao elas... e nem tente entende-las, senao pela fantasia.
abracos de bangkok !