Dec 4, 2006

Agradecimento

Hoje venho somente agradecer a muitos e queridos amigos que tem comparecido ao blog e, parte destes, postados comentários de apoio, de crítica, de opinião etc. Quero também compartilhar dois pequenos sucessos com todos. Ontem recebi a informação de que tenho um fã francês da minha música, que inclusive convidou para que eu toque em seu bar quando estiver em Paris (o que de certa forma é bastante impalpável, até para mim, mas faz parte dos planos para breve), e também recebi uma ótima crítica de minha música e poemas de um grande nome no atual cenário cultural brasileiro. Não cito o nome por princípio e para deixá-los curiosos! Mas ele disse que devo continuar produzindo, ficou impressionado com a qualidade e maturidade dos versos e se disse bastante empogado com minha produção artística. Destes pequenos sucessos me refaço. Destas conquistas diárias me alimento. Como se tudo trouxesse tudo um dia para frente com graça, alegria, desprendimento, poesia bruta. Obrigado, amigos, pelo apoio de sempre, e continuamos nesta luta cotidiana por arte de alma!

2 comments:

Rodrigo said...

Depois de trocar duas palavras contigo (e ficar com uma vontade imensa de que fossem mil) lembrei-me do seu blog.
Entrei. Li. Chorei.
Não como eu tenho chorado nesses últimos dias. Chorei um choro tranquilo, de saudades daquilo que ainda não veio. As lágrimas cairam sem aquela avidez dos sentimentos sem remédio, rolaram pelo meu rosto sem que eu percebesse.
"Amigo a gente não escolhe!" e nem que eu passasse a vida inteira escolhendo...
Desculpas por eu ser seu amigo...
Força sempre!!!!!
Meu coração, meus pensamentos e "otras cocitas mas" estão e estarão sempre contigo.
Paz meu irmão, meu inimigo, meu...

Rafael said...

Lembre-se de uma coisa: Há uma grande possibilidade do BB, transferir você pra Paris... Assim seria mais um amigo na Europa. No café, poderíamos escrever coisas mais amenas... cantar coisas sem medo da cpmf. Eu sempre te falei que valia a pena, que a tua muamba era de primeira. Aliás, comigo existe um mistura de impostos, arte, violão, 'duranguisse', saco cheio e vazio.
Lembre-se de mim, quando entrares no teu reino.
Abs.
Rafa