Jul 30, 2007

Menina da noite

Caríssimos! Estive ontem em Campinas finalizando o cd e gostei bastante do resultado. O medo original por alterar uma certa concepção estética estava me gerando muita ansiedade, mas ao ouvir as canções, a angústia se desvaneceu e pude passar uma tarde assistindo a Dvd's e depois encontrando uma senhorita muito querida para mim no cinema (aliás, agradabilíssimo "Ratotuille"). Fruto disso, na volta, ao som de João Gilberto, me veio esta canção. Espero as opiniões (críticas e elogios) acertadas de sempre!


Menina da noite

Abra pra ver,
Menina da noite,
Permite um pouquinho
De sorte pra mim.
É lindo rever
Teu corpo celeste,
Se desenvolvendo
Feito escuridão.
Será que nós dois sentiremos
Se amarmos demais?

Abra pra ver,
Menina da noite,
Fabrica as estrelas
Cadentes, festins
Do universo.
Encobre os amantes
Furtivos, protege
De vez a paixão.
Será que ainda restam
Segundos banidos nas horas?

Abra pra ver,
Menina da noite,
Revida uma parte
Da morte pra mim.
Sorrindo que a lua
Virá como festa
Ou como presságios
De decepção.
Será que somente por hoje
Ontem pode ficar?

Abra pra ver,
Menina da noite,
Arrasta no mundo
Teus ressentimentos...
Eu sinto chegar
A aurora!

3 comments:

Ta said...

Sei que você vai odiar esse comentário, mas nada mais me vem à mente a não ser
"..."
Brigada. De coração!

Tagg said...

oi, gu. chegou o convite. amanhã tudo de bom. semana que vem não dou certeza. (im)previstos desvios de rota. te conto.

não sejamos amigos amigos, mas observadores atentos de ditos cautelosos, ainda que severos. assim, seremos amigos bem amigos.

bjos poeta!

Anne Baylor said...

Meninooo..
Que lindoo..
Linda canção.
Quando é que vais me mandar ???

Beijos..